Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Poema: "Valsa Lenta" - Erivelto Reis


Valsa lenta
 Erivelto Reis

Não te peço pra ficar
Não me proponho a ir embora
Nessas horas o coração não colabora.
É impossível inventar uma história:
A discussão é o enredo que corrobora
O desfecho da mágoa na memória.

Perdoados foram os pecados
Mas os pecadores continuaram agindo...
A planta seca já não brota,
A lágrima falsa escorre, mas não rola.
A valsa é lenta e demora.
Despedida é ato falho da fala,
Inventário da falta
Quando o amor que havia já não salva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário