Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Com fuso - Poema de Erivelto Reis

Com fuso
Erivelto Reis
Quando é meio-dia no mundo
Ainda não amanheceu em mim
Quando é verão no hemisfério
A solidão passa as férias
De inverno em mim
Quando floresce, eu ameno,
Converso menos, mortificado,
Antirrejuvenescendo ando
É o tempo se modificando
É o tempo me modificando
Pasmem
As estações do ano passam
Aceleradas
Ramos e folhas caem
Ossos e músculos doem
Quando é meia-noite no mundo
Ainda não anoiteceu em mim
Para quem só vive atrasado
Azarado, atarantado:
Pai, filho e mestre da insônia
Relógio nenhum na vida
Relógio nenhum no mundo
Funciona

Nenhum comentário:

Postar um comentário