Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

"Estilizado" - Poema de Erivelto Reis



Estilizado...
Erivelto Reis

E quando eu olhei para o lado
Ele já não estava
Já havia partido e nem um adeus
Restara...
Agradeceu o convite
Pronunciou o nome da rainha que eu amava
Apertou minha mão
Como fazia sempre
E sorriu e acenou sem acertar pra onde
Há um ano assim...
Nem a conclusão de planos
Ou a abertura de novos projetos
Ou o êxito inesperado
Que conduzisse ao próximo estágio
Sem máscara, sem bônus, sem ágio
Plágio de tristeza que tenho
Parei na porta, olhei pra dentro
Uma vontade de chamar seu nome
Uma saudade cortante desse seu semblante
Sou forte, é evidente,
Pois suportar a tristeza que eu suporto
É, antes, resignação
Brado mudo do bardo mudado
Há um ano assim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário